81% dos comércios adotaram delivery e querem manter opção após pandemia

28.01.21

Pesquisa nacional do Instituto Locomotiva mostra que 81% dos estabelecimentos comerciais no Brasil passaram a fazer delivery durante a pandemia e vão manter esta modalidade. Antes, somente 49% dos restaurantes, lanchonetes, padarias e mercados faziam entregas em domicílio.

Em relação ao atendimento ao cliente, o self-service era oferecido por 59% dos restaurantes antes da crise sanitária, e, agora, somente 42% deles servem refeições desta forma. Em contrapartida, o serviço à la carte subiu de 43% para 54% na pandemia.

Como medidas de proteção ao cliente, os estabelecimentos afirmam adotar limpeza e desinfecção do ambiente (91%), disponibilidade de álcool em gel aos clientes (85%), ambiente mais aberto e ventilado (80%) e utilização de mais itens descartáveis (63%).

Comerciantes adotam ferramentas digitais

A pesquisa mostra ainda que 47% dos restaurantes, lanchonetes, padarias e mercados estabeleceram novos canais de venda a partir da pandemia, como forma de sobrevivência. O comércio pelo telefone foi o mais adotado, com 71% de adesão por parte dos comerciantes. Na sequência, vem o Whatsapp (63%), o e-commerce próprio (51%), as vendas online (42%) e os aplicativos de entrega (39%).

A pandemia acelerou também a implementação de meios de pagamento sem contato entre os estabelecimentos comerciais. Os que já adotavam a facilidade e intensificaram seu uso no período, e os que inauguraram a modalidade somam 65%. Já as formas mais utilizadas são aproximação de celular (83%), QR Code (69%), aplicativos no celular, como Google Pay ou Apple Pay (32%) e envio de link por pagamento (18%).

“O aumento do e-commerce é um movimento que vimos crescer fortemente nos últimos meses, principalmente nas plataformas de entrega de comida.”, afirma Bruno, CEO do LeadSites.

O processo de transformação digital ganhou uma aceleração durante a pandemia, onde muitas empresas começaram de fato a fazer negócios através do digital, o que é um caminho sem volta.
As empresas hoje já precisam nascer com o digital no centro delas, e as que já existem, se adaptar para o novo cenário e sair na frente da concorrência, com um bom site ou uma boa loja virtual, centro de toda a estratégia online de qualquer empresa.

Fica a pergunta para reflexão: Quando todos tiverem suas competências digitais, qual será o seu diferencial?

Outros artigos no blog

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *